Coisas que você não sabia

Profissionais ocupados não podem desperdiçar um único segundo do seu dia. Os nossos corpos precisam de energia para continuar a andar a esse ritmo. Se você muitas vezes trabalha durante o almoço e passar horas sem mesmo parar para um lanche, você pode ter dificuldade de concentração e obter resultados do trabalho que você não estava esperando.

Há algumas coisas que pode fazer para se manter saudável enquanto está cumprindo seu dia. Apenas algumas mudanças simples podem fazer uma grande diferença em seus níveis de energia, bem como em sua saúde geral.

Não deixe de tomar café da manhã

Coisas para melhorar a alimentação no seu dia a dia

Enquanto corre pela porta para a tua reunião matinal, a última coisa em que pensa é parar para o café da manhã. Mas saltar essa refeição tem sido associado a um aumento na obesidade e riscos de diabetes, bem como atraso matinal. Aqui estão algumas idéias de café da manhã rápido e saudável que você pode juntar em casa ou uma vez que você chegar ao escritório.

Não coma e trabalhe

Multitarefas provou ser desastrosa para a cintura. Em vez de comer uma salada distraidamente enquanto está trabalhando numa proposta, põe o teu trabalho de lado e concentra-te completamente na tua refeição. Melhor ainda, tome o seu almoço fora em um bom dia e combinar os benefícios do ar fresco com saborear a sua comida. Você terá uma experiência de comer mais prazerosa e retornará à sua mesa se sentindo refrescado.

Comer e conhecer o alimento

Enquanto a alimentação distraída pode ser ruim, socializar tem seus benefícios de saúde. Marque as reuniões de almoço com a maior frequência possível para se certificar de que recebe uma boa refeição do Meio-dia. Você pode usar a oportunidade de levar membros da equipe para fora do local para obter suas idéias, se reunir com clientes, ou rede com colegas locais.

Faz dos jantares de família uma prioridade

Refeições noturnas são um momento importante para as famílias. Certifique-se que está em casa todas as noites a tempo de compartilhar uma refeição de lazer com seu cônjuge ou sua família. Se for solteiro, marque encontros regulares com amigos onde desfrute de uma refeição saudável. Isto irá ajudá-lo a manter um equilíbrio saudável entre vida profissional e vida.

Que tipo de criança pode ser chamada de esperta? A Turner (dos canais Cartoon Network, Boomerang e TNT) perguntou isso para eles mesmos na quarta edição do seu estudo ‘Kids Experts’. O resultado foi uma imersão na vida dos pré-adolescentes brasileiros – os mesmos tweens de quem falei ontem, no post Palavras mais buscadas por pré-adolescentes.

Segundo dados do IBGE, as crianças que se sentem adolescentes (com idades entre 8 aos 14 anos) representam 8% da população. Nós pais destas crianças que insistem em crescer rápido demais já sabíamos de várias das coisas que foram apresentadas pelo canal como conclusões dos estudos. A mais importante é que os amigos são parte essencial da vida deles.

A turma, como no nosso tempo, faz companhia, é ombro amigo e compartilha programas. Curiosidade: 65% não têm namorados nem querem ter um agora, mas (que coisa!) 20% estão a procura de um ‘alguém’ e 12% estão namorando. E segundo os entrevistados, a partir dos 11 anos ‘ficar’ (beijar sem compromisso) é comum, nada extraordinário.

As principais tribos identificadas pela pesquisa são a dos esportistas, a dos bagunceiros, (que arrumam confusão e tiram notas baixas para chamar a atenção), a das patricinhas, os ‘nerds’, que só pensam em estudar e muitas vezes são alvo de preconceito por parte dos colegas, os ‘emos’ (jovens sentimentais, sensíveis e geralmente tristes) e os populares – que é onde quase todos querem chegar. Os populares são convidados para todas as festas, nunca ficam sozinhos e são aqueles com quem todos e todas querem ‘ficar’.

E seguindo o que se reforça nesta faixa etária, fortemente influenciada por desenhos animados estadunienses e suas políticas e disputas de popularidade, as crianças indicaram seis passos que um pré-adolescente brasileiro precisa dar para se tornar ‘popular’:

  •  tem que ser bonito,
  •  chamar a atenção na classe,
  •  usar roupas de marca,
  • ter vida social intensa,
  •  ser bom em esportes
  •  ter dinheiro para comprar as coisas mais legais.

Meio desesperador, né? Pois outro dado é que seja qual for a tribo desses jovens, estar na moda é quase que obrigatório para 90% dos entrevistados que consideram que andam na moda – consumindo marcas de prestígio, principalmente as esportivas. E claro que os eletrônicos também trazem status para quem os usa e dentre os gadgets – tanto para meninos quanto para meninas – é muito mico sair de casa sem os celulares!

Eu fico me perguntando em que mundo estao inseridos meus filhos! E vocês, pais, o que acham?